Turquesa: do Irã ao Arizona

O nome dessa gema vem do francês “pierre turquoise”, que significa pedra turca. Mas, curiosamente, a turquesa não é encontrada na Turquia e sim no Irã, Afeganistão, Austrália e sudoste dos Estados Unidos.

turquesa garimpo

Por que, então, pedra turca?  É que para chegar na Europa, vinda da Ásia Central, as turquesas passavam pela Turquia, um ponto estratégico das rotas comerciais da época. E os mercadores venezianos geralmente compravam as pedras em bazares turcos.

Uma das gemas mais antigas encontradas em registros históricos, a turquesa foi aplicada em joias, amuletos e objetos de decoração desde a antiguidade.

garimpo turquesa

Os índios Navajos norteamericanos usavam tuquesa para atrair chuva e sua joalheria é, basicamente, fundamentada em prata e turquesas das mais diversas variedades.

Robbin’s Egg Blue e Sleeping Beauty são, atualmente, as mais valorizadas, ambas das minas do Arizona (EUA). O mercado considera as esverdeadas inferiores, assim como as turquesas Spider Web, que apresentam inclusões no formatode teia de aranha.  Para mim, que sou apaixonada por esta gema e por esta cor, seja qual for a variedade, turquesas sempre rendem joias únicas.

Em frequentes idas ao Arizona, costumo adquirir turquesas de todos os tons de azuis e verdes, em lapidações e formatos os mais diversos que uso para enriquecer minhas joias com historia.

Curiosidade: a tonalidade das cobiçadas embalagens da joalheria Tiffany, famosa mundialmente pela qualidade e elegância,  só poderia ser turquesa.

Veja a joia em nosso catálogo:

 

Mais posts

Procure em nossa loja