Pierre Cardin e sua moda futurista

Na exposição retrospectiva montada no Museu do Brooklyn, em NY, um recorte de sete décadas de criatividade e da arte cheia de arrojo desse que dispensa apresentações e que, aos 97 anos, ainda está na ativa.
.
.
Pierre Cardin, nascido Pietro Cardin na Itália fascista, foi muito cedo para França e de lá nunca mais saiu, a não ser para conquistar o mundo com sua moda futurista, referência até hoje para novos estilistas.
.
 
.
Visionário, reimaginou a linguagem das roupas desenhando novas silhuetas e utilizando materiais inusitados até então. Em 1959 lançou sua linha “ready do wear”, chocando o mundo da moda a ponto de ser expulso da liga da alta costura francesa. Depois readmitido, claro.
.
.
.
 
.
Além de instituir a moda unissex, nos anos 1960, impulsionou a chamada “space era fashion”. Quando só se falava das conquistas espaciais dos Estados Unidos e Rússia, o criador vestiu toda uma geração com roupas que ele imaginava ser os trajes utilizados em outros planetas, como no desenho Os Jetsons, onde, aliás, Cardin foi mencionado em um dos episódios.
.
.
.
.
 
.
Alain Dellon, Mia Farrow, Rachel Welch, entre outras estrelas vestiram Pierre Cardin em seus filmes, a exemplo de todo cast do seriado Star Treck, Dr. Spock e companhia.
.
 .
.
.
.
Nesta mostra - uma viagem a Paris dos anos 1960 e 1970 – somos brindados com 85 trajes além de joias, sapatos, chapéus, objetos de decoração, mobiliário e luminárias licenciados pelo estilista,
um dos mais bem-sucedidos comercialmente dos designers franceses.
.
 
.
.
.
A mostra segue até janeiro de 2020 no Museu do Brooklyn.  Programa imperdível para quem curte história da moda e está indo para Nova York.
.
.
.
 
.
.
.
.
.

Mais posts

Procure em nossa loja