Mix de anéis: dicas para um resultado harmônico

Cada vez mais, o hábito de usar vários anéis num mesmo dedo ou numa mesma mão vem ganhando adeptos.
.
 
.
Muita gente me pergunta como obter um resultado harmonioso na combinação de anéis e a resposta é uma só: obviamente, tudo é permitido, tudo é possível e cada um pode e deve usar o que mais aprecia. Porém, se observamos algumas regrinhas de composição, o resultado será muito mais agradável ao olhar.
.
 
.
Vale prata com ouro amarelo? Diamantes com pedras coloridas? Como lidar com joias de épocas diferentes? Misturar joias com bijoux é permitido? E o vintage com o contemporâneo? As dúvidas são muitas.
 .
Costumo orientar para que a pessoa tenha sempre um anel como ponto de partida para depois escolher os demais. Um truque é coordenar as cores das pedras e/ou dos metais entre eles.
 .
.
Outra dica é apostar na combinação das formas, ferramenta útil para um conjunto adequado: agrupe itens redondos com redondos ou ovais. Quadrados com retangulares ou outras formas geométricas da mesma família. 
.
 
.
Gosto muito de mesclar joias de épocas e estilos distintos. Mas lembrem-se de encontrar um ponto em comum: a cor do metal ou das pedras; o design e a temática (camafeus, joias em forma de animais ou flores etc.).
 .
.
Metais de tonalidades diferentes também podem formar um conjunto interessante. Neste caso, prefiro apostar em anéis sem pedra colorida. Peças com diamantes, por outro lado, podem funcionar num mix de metais em tons diversos, ou como um coringa nas outras misturas.
 
Vejam alguns arranjos que deram certo:
 .
Pedras e metal da mesma cor, em estilos diferentes
.
.
.
 Temáticas semelhantes (animais, flores, camafeus etc.)
 .
.
.
Formas parecidas
.
.
Bijoux + fine jewelry
.
 
.
Antigo + contemporâneo
.
.
.Mesmo tom de metal, motivos diferentes
..
.Itens statements + peças delicadas
.
.
.
 .Maxianeis – sempre dois (médio e indicador; anelar e indicador)
.
.

..

.

.

.

.

 

Mais posts

Procure em nossa loja