Joias para noivas que querem ousar

Você cria joias para noivas? Sempre me fazem essa pergunta e, imediatamente respondo: sim, mas para noivas que ousam fugir do tradicional trinômio ouro branco+pérola+diamantes.

Minhas joias para casamentos podem até trazer a simbologia religiosa - como cruzes e rosários – mas são confeccionadas a partir de materiais inusitados tais como broches antigos e camafeus, fragmentos de madrepérola e itens esmaltados.

Utilizo ouro branco e amarelo 18k, mas agregado pedras como opalas, ametistas, esmeraldas, turmalinas e diamantes. Acho que a noiva não precisa, necessariamente, estar de branco dos pés à cabeça. Por isso uso pedras coloridas, ainda que em tons pastéis, para dar uma “quebrada” nesse visual tão monocromático.

Além disso, brinco com materiais raramente utilizados na joalheria para casamentos como magnesistas (turquesas verdes) e prata, que sempre revelam uma boa surpresa no conjunto da produção. Imaginem uma noiva boho portando um rosário Navajo?

Outro exemplo que gosto sempre se citar é a cruz de ouro amarelo 18k, micropérolas e centro de esmalte que tinha a função original de broche, nos anos 1940/1950. Ou o colar com 21 diminutos camafeus em ouro amarelo 18k e diamantes, que se mostra uma peça importante apesar da delicadeza de se design.

Mesmo dentro da tradição, gosto de inovar em algum momento, além de contar uma história. Como a deste colar de ouro amarelo 18k, diamantes e placa de madrepérola esculpida com cena romântica que era, originalmente, a  tampa de uma antiga minaudière, anos 1920. Quem se habilita?

Mais posts

Procure em nossa loja