Esmalte: técnica milenar em joias com história

 Uma de minhas primeiras criações teve numa peça esmaltada seu ponto de partida. Era um par de fivelas de cinto de origem tcheca, estilo e época art déco (1920/1930), com rico trabalho em guilloché sob varias totalidades de verde. Estas fivelas foram  transformadas em brincos de ouro, diamantes e esmeraldas. Como amo joias coloridas, trabalhar com esmalte me permite extravasar toda minha criatividade cromática através da combinação entre este material e as pedras preciosas.
A técnica da esmaltação remonta aos egípcios, que usam pigmentos naturais agregados a sílica. Depois, os orientais se especializam no esmalte cloisonné. Na era vitoriana, joias esmaltadas também estiveram presentes no formato de flores, trevos e corações. Atualmente, os artesãos italianos hoje dominaram a técnica, assim como os nórdicos.
 
Em meus garimpos procuro, especialmente, itens esmaltados que datam de 1900 até 1940/1950. No período art nouveau os esmaltes são em tons pasteis e elementos da natureza resultam em desenhos femininos e com bastante sensualidade. No art déco as formas evoluem para a geometria e as cores fortes ganham espaço em esmaltes de impacto.
 
Sao broches, abotoaduras, botões  e fivelas de cinto principalmente, além de fragmentos com bases variadas: desde o ouro, a prata até o cobre. A partir dai brotam minhas criações. Braceletes desenhados para ostentar broches, fivelas de cinto que se transforma em brincos ou sautoirs, aneis feitos com abotoaduras… as combinações são infinitas em joias únicas,  que não se podem reproduzir.
 
Encontrar esmaltes em bom estado não é tarefa fácil, mas os bons antiquários ainda são fornecedores confiáveis. Em nosso acervo encontram-se desde um bracelete com flor de ouro, esmalte, pérolas e esmeraldas (antigo broche anos 1960), até uma sautoir de turquesa, diamantes negros e fivelas de cinto art déco, anos 1920. Esta joia, a propósito,  é uma de minhas criações preferidas, assim como um maxianel de prata, diamantes, topázio london e broche oriental anos 1940.
 
Ainda neste grupo, destaco os brincos de turquesas pérolas e botões anos 1940; colar com perolas barrocas e fivela de cinto art nouveau e uma importante choker de ágatas, diamantes brown, turmalina e fivela de cinto art nouveau de origem tcheca, da transição do século XIX para o XX.

Mais posts

Procure em nossa loja