Braceletes vestem braços poderosos

Pulseiras e braceletes são tipos de joias que agradam muito às brasileiras, principalmente por sermos um pais de clima tropical, onde a maior parte do ano usamos roupas sem mangas.

 

 

 

 

Para atender a esse desejo de enfeitar os braços quase que diariamente, estão disponíveis em nosso acervo várias opções de braceletes – maleáveis ou rígidos - de materiais os mais variados: chifre, bakelite, celuloide e tartaruga, que servem de base para  minhas criações.

 

 

Hoje falaremos dos braceletes rígidos. Na lista de meus preferidos destaco o exemplar de bakelite negro art déco, anos 1940, que enfeitei com uma concha de malachita e diamantes. Outro que aprecio muito é o vitoriano de tartaruga, século XIX, enriquecido com lizard de diamantes e esmeraldas. E, logicamente, não deixo de pontuar nessa minha relação de favoritos o robusto bracelete de bakelite “butterscotch” (caramelo), topázios e uma máscara egípcia de prata, anos 1940.

 

 

 

 

 

Há, ainda, braceletes rígidos com estrutura de prata ou ouro amarelo 18k. O de prata estriada, anos 1970, carrega um broche vitoriano no formato de serpente e um citrino lapidação geométrica especial. Destaque, ainda, para o exemplar étnico em prata oxidada, antigo broche mexicano de calcedônia e ágatas vedes.

 

 

 

 

Como são peças muito marcantes, aconselho usá-las com um anel apenas, ou brincos mais discretos. Colares e outras pulseiras, só se você fizer o estilo maximalista.

 

 

 

 

No próximo post falaremos de braceletes maleáveis e demais tipos de pulseiras. Até lá!

 

 

 

Mais posts

Procure em nossa loja